{{file:10985}}

 

Olá, amigos!

 


Passados seis meses desde a conclusão da disciplina com o professor Ismar de Oliveira Soares no Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação da ECA/USP, trago uma ótima notícia a todos. Ontem, depois de uma prova que durou ininterruptas 4h29m, Ismar Soares foi aclamado professor titular da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. A banca avaliadora foi presidida pelo professor Mauro Wilton de Souza (ECA/USP) e composta, como representante da casa, pelo professor Adílson Citelli, além dos convidados externos, professores José Luiz Braga (Unisinos), Antonio Fausto Neto (Unisinos) e Manoel Oriosvaldo de Moura (Faculdade de Educação da USP).

Na arguição, iniciada às 9h20, professor Ismar Soares apresentou a aula "Fundamentos epistemológicos da Educomunicação - Reflexões a partir de uma demanda: a reforma do ensino médio". Sucessivamente, os questionamentos foram feitos pelos professores Antonio Fausto Neto, José Luiz Braga, Manoel Oriosvaldo de Moura e Adílson Citelli, com considerações finais do diretor da ECA/USP, Mauro Wilton de Souza. O memorial circunstanciado apresentado por Ismar, intitulado "Caminhos de um Educomunicador", totalizou 324 páginas, com fundamentação documental de 9 caixas e aproximadamente 100 quilos. Como recurso complementar de avaliação o pleiteante ainda apresentou artigo inédito, impresso, a ser tornado público em momento oportuno. Ao final da avaliação, às 13h49, a banca, através do professor Mauro Wílton de Souza, aclamou Ismar Soares professor titular da ECA com aprovação unânime, atribuindo-lhe a nota final máxima, ou seja, 10.

O processo de avaliação do concurso de titular de cargo da ECA/USP foi aberto ao público e prestigiado pelos familiares do professor Ismar Soares, orientandos e ex-orientandos, professores de todos os departamentos da ECA e funcionários, pesquisadores do Núcleo de Comunicação e Educação (NCE), todos recepcionados, no final da tarde, em um momento de confraternização. Praticamente em momento simultâneo a esta conquista de Ismar Soares soma-se a finalização do processo de autorização, pela reitoria da USP, do funcionamento do curso de licenciatura em Educomunicação, que pode figurar no vestibular da Fuvest em 2010, ingresso em 2011.

Em um breve histórico, Ismar Soares graduou-se em Filosofia pela Faculdade Salesiana de Lorena, SP, em 1965. A segunda graduação, em Comunicação, veio em 1970, pela Cásper Libero, em São Paulo. O título de mestre foi conquistado em 1980, na ECA/USP, com o projeto "A morfologia e o conteúdo dos boletins diocesanos católicos", com orientação do professor José Marques de Mello. No doutorado, defendido em 1986, também com orientação de José Marques de Mello, o título da tese era "Do santo ofício à libertação: o discurso e a prática do Vaticano e da Igreja Católica no Brasil sobre a comunicação". Ismar fez o pós-doutorado no biênio 1999/2000, na Marquette University Millaukee Wisconsin, nos Estados Unidos. A livre-docência, em 1991, na Universidade de São Paulo, teve como título o trabalho "A contribuição das Ciências Sociais para a avaliação dos programas de educação e comunicação". As informações constam na plataforma lattes do CNPq.

Envio, nesta mensagem, fotos de alguns momentos importantes do concurso de ontem, importante a todos nós, amantes da Educomunicação.

Legendas:
Foto 1: Tela da apresentação oral do professor Ismar
Foto 2: Da esquerda para a direita: Professores Adílson Citelli, Manoel Oriosvaldo, Mauro Wílton, Antonio Fausto Neto e José Luiz Braga
Foto 3: Professor Ismar em dois focos
Foto 4: Nesta hora a banca reunia-se para anunciar o resultado final: parecia corredor de maternidade, conosco na expectativa da ante-sala de parto
Foto 5: O novo professor titular e a banca de avaliação
Foto 6: Caixas e pastas com o currículo documentado de Ismar Soares: 100 quilos de história da Educomunicação

Um abraço a todos!

Cláudio Messias
Assis/SP