Muito tem sido feito no setor de reciclagem de latas de alumínio e até mesmo de garrafas PET, isso porque existem formas alternativas de tratamento de material e a indústria tem interesse na reciclagem.

O Isopor porém, encontra resistência tanto por parte da indústria, quanto por parte dos catadores, por ser um material leve, volumoso e de preço muito baixo.

Montanhas de isopor vão para descarte em aterros e lixões , entopem bueiros, flutuam nos rios e mares, sujam as ruas e ninguem parece preocupado em restringir ou diminuir o uso desse material, muito menos coleta-lo para reciclagem.

O investimento no setor na reciclagem desse material tem que ser prioridade,ou então ele deve ser proibido para comercialização.

Algumas pequenas iniciativas existem, mas ainda são difíceis e pontuais.

As máquinas para essa reciclagem deveriam entrar nop plano de Governo dos municípios para fornecimento as Cooperativas , aumentando assim o ganho das famílias, e o ganho ambiental das cidades.

http://www.setorreciclagem.com.br/reciclagem-de-isopor/isopor-e-possivel-reciclar/