Eu adoro os sistemas linux/unix. Testei muito pouco o BSD (open e free), mas por problemas com drivers com meu computador novo acabei por ficar com o Ubuntu, atualmente em sua versão 8.04. Consigo ver bem meus animes em rmvb (usando real player, por exemplo) e acessar sites normalmente, muito embora alguns não fiquem bem como os seus designers imaginavam (maldito padrão ie). No entanto, sinto uma falta quanto a dois programas.

O primeiro é o Microsoft PowerPoint. Apesar de dominar bem os pacotes Seminar e Beamer do [tex]\LaTeX[/tex], eu ainda prefiro criar algumas apresentações utilizando o PowerPoint. Infelizmente é difícil configurá-lo no Ubuntu 8.04 via wine. Segundo alguns colegas, pode tratar-se de um problema de versão. Outro programa é o Maple, śoftware de programação simbólica. Só quem já viu sua versão para Linux que pode dizer alguma coisa, ainda mais a versão da Classic Worksheet.

No meu caso, que não consigo configurar estes programas via wine, resolvi o problema usando a emulação do sistema operacional Windows XP no xVM VirtualBox, produzido pela sun, usando a versão non-open source (mas de graça). Separando 30GB de HD e 700MB de RAM para o sistema emulado, consegui performance estável e quase que comparável à performance de um sistema nativo. Prova disto é que meus colegas, com quem costumo escrever relatórios usando PowerPoint, simplesmente nem notaram que eu usava um sistema emulado.

Mas não apenas podemos emulá-lo. A sun criou um sistema que faz com que os desktops se confundam. Usando o atalho CTRL + L, os dois ambientes (GNOME+ Windows LUNA) se fundem. Vê-se a barra de tarefas de ambos os sistemas e as janela se interpoem. Sem perda de qualidade, ainda assim.

Infelizmente a sun ainda não conseguiu fazer uma boa emulação para a placa de vídeo, mas estão prometendo para as próximas versões. Meu irmão utiliza, para trabalhar com audio, algo similar. Ele roda programas tipo Vegas de audio no Windows com a emulação do VirtualBox, assim como o MSN. Ele diz que também não sente perda de desempenho realmente significativa.

Na verdade, o post é isso. É quase que uma propaganda desta ferramenta não muito explorada. Claro que o computador não pode ser muito velho, mas acredito que os processadores mais atuais (Core 2 Duo, mesmo sem um grande clock) consigam realizar esta tarefa sem grandes problemas. O meu computador, por exemplo, é um Core 2 Duo de 1.5GHz com 2 GB de RAM. 

Agradeço pela leitura, comentem!